logo itanhem fest

Empresário denuncia cidadão por invasão de propriedade privada e desmatamento às margens do Água Preta

por ItanhemFest | em 28/08/2021

 

Empresário denuncia cidadão por invasão de propriedade privada e desmatamento às margens do Água PretaO empresário Joaquim Jardim, mais conhecido como Kinzinho Jardim, fez uma denúncia na 8ª COORPIN de Itanhém. Ele denunciou o senhor Divanildo, vulgo Crente, sobre uma invasão de um terreno de sua propriedade.

Empresário denuncia cidadão por invasão de propriedade privada e desmatamento às margens do Água Preta

Ainda de acordo com Joaquim Jardim, além de invadir propriedade privada, o cidadão mandou derrubar várias árvores que tinha entre 30 e 40 anos às margens do Rio Água Preta.

Empresário denuncia cidadão por invasão de propriedade privada e desmatamento às margens do Água Preta

O proprietário informou ao ItanhemFest que seu terreno é registrado no cartório e que tem extensão até à beira do Rio Água Preta. Mas, para seguir a lei ambiental, precisa preservar 30 metros às margens, não construir e manter as árvores que foram derrubadas.

Empresário denuncia cidadão por invasão de propriedade privada e desmatamento às margens do Água Preta

Atualmente, o Código Florestal fixa faixas marginais que variam de 30 a 500 metros conforme a largura dos rios, considerando-as áreas de preservação permanente (APP). 

Empresário denuncia cidadão por invasão de propriedade privada e desmatamento às margens do Água Preta

Joaquim Jardim também fez uma denúncia na Secretaria de Meio Ambiente do município de Itanhém para investigar o caso de desmatamento.