Teixeira: Chapa “Juntos Somos Mais” OAB concorre á eleição da ordem

 

No dia 25 de novembro, a OAB da Bahia e todas as suas subseções estarão elegendo suas novas diretorias. Em Teixeira de Freitas, duas chapas concorrem ao pleito: a chapa encabeçada pela advogada e professora Dini Kinjio e a chapa Juntos somos mais OAB, encabeçada pela advogada Goretti Martins. A chapa Juntos somos mais OAB, além da candidata Goretti Martins à presidência, traz ainda, concorrendo à vice-presidência, o advogado e professor de Constitucional e Processo Civil da FASB, Daniel Moraes; a Secretário-Geral o Dr. Henrique Cardoso; à Tesoureira, Dra. Kerry Anne Esteves e a Secretário-Adjunto o Dr. Diego Griffo. A chapa ainda apoia a reeleição à presidência da OAB da Bahia do Dr. Luís Viana. Conta ainda com o apoio da Dra. Jackeline Larchert, Conselheira Estadual da OAB e ex-presidente da subseção de Teixeira de Freitas. Explicando o motivo do JUNTOS SOMOS MAIS OAB, a candidata à presidente, Dra. Goretti Martins coloca que o dístico se deve ao desejo de agregar os advogados em torno da Ordem: “A OAB, sem o concurso de todos os advogados, se torna uma entidade sem representação”, afirma. Já o candidato à vice-presidência da subseção de Teixeira de Freitas, o Dr. Daniel Moraes, afirmou que a chapa JUNTOS SOMOS MAIS OAB tem suas propostas baseadas em cinco pilares: “Gestão descentralizada e participativa, valorização da advocacia, fortalecimento das prerrogativas do advogado, formação continuada do profissional e institucionalização da OAB-Jovem na subseção de Teixeira de Freitas. Essas propostas são fundamentais para que o advogado retome o seu lugar como um profissional de respeito na sociedade”. A Conselheira Estadual Jackeline Larchert apontou que o presidente Luís Viana sempre trabalhou pela democratização da Ordem, com os advogados discutindo interna e livremente as questões atinentes à instituição: “O presidente, nesses últimos três anos, sempre lutou incansavelmente pela defesa das prerrogativas dos advogados e o enfrentamento, quando necessário, com o Judiciário e com qualquer outra instituição que assim o exija, além da valorização do jovem advogado. Muito foi feito pelo presidente Viana, mas muito ainda há por fazer”, ressaltou.

Notícia Postada em 28/10/2015
Comente esta notícia: