Polícia prende ladrões de gado e recupera animais

 

[Edelvânio Pinheiro/Radar58] O itanheense Edson Wander Gomes Pinheiro, 44 anos, o Edinho, que mora em Teixeira de Freitas, foi preso no início da noite da última quinta-feira (18), por policiais do 1º Pelotão da 44ª Companhia Independente de Polícia Militar, quando passava pela cidade de Medeiros Neto, acusado de furto de gado. Antes da prisão dele, policiais do 2º Pelotão havia interceptado na estrada que liga Itanhém ao distrito de Cruzeiro do Sul, município de Vereda, o caminhão cor branca, placa LIO 8237, licenciado de Teixeira de Freitas, com 13 gados bovinos. O caminhão estava sendo conduzido por Nailton Pereira Santos, 44, que disse não ter nenhum envolvimento com o crime e, de fato, foi liberado pelo delegado Jorge da Silva Nascimento, uma vez que o gado tinha até guia para ser transportado. Já José Júnior Lopes Santos, 23, que mora em Teixeira de Freitas, e Maicon Ataídes Santiago, 21, que mora em Itanhém, os quais ajudaram embarcar o gado, foram autuados, juntamente com Edinho. De acordo com o delegado eles têm participação direta no furto. Os animais são de propriedade do ex-prefeito de Itanhém, Gedeon Botelho Ferreira, e, segundo a polícia, estavam em uma manga de aluguel, próximo à saída para Batinga, distrito de Itanhém. Entretanto, as 13 reses foram levadas para um embarcador a 6 km de Itanhém, na estrada que dá acesso à Cruzeiro do Sul, coincidentemente próximo a um sítio de familiares de Edinho. O proprietário e o vaqueiro da fazenda onde o gado foi embarcado, não sabiam que os animais se tratavam de produto de furto. Edinho já foi preso, por duas vezes, por tráfico de drogas. Em 2008, em Itanhém, policiais encontraram cocaína no carro dele, crime pelo qual foi condenado a cinco anos de cadeia. Ele ficou quatro meses preso e passou a responder o restante da pena em liberdade. Em dezembro do ano passado, Edinho tornou ser preso com uma pedra de crack, pesando 65 gramas. Na ocasião ele estava com o Pálio Fire, cor preta, placa de aluguel JRE-1362, licenciado de Itanhém. A droga estava escondida no assoalho do veículo, logo abaixo do pedal de embreagem. Na ocasião havia três anos que ele tinha alvará de táxi pelo município de Itanhém. A PM apreendeu dois cheques, um de R$ 4 mil e outro de R$ 3 mil e R$ 510.

Notícia Postada em 19/12/2014
Comente esta notícia: